top of page

Transtorno de Ansiedade Generalizada e Crise de Ansiedade: Como controlar, quais os sintomas e o tratamento?

Ansiedade é um termo genérico que usamos na prática para nos referir a uma série de transtornos, os chamados Transtornos Ansiosos, que podem acometer até alarmantes 20% da população.

Dentre os Transtornos Ansiosos o mais comum é o Transtorno de Ansiedade Generalizada, também chamado de TAG, também sendo frequentes o Transtorno de Pânico e Agorafobia, a Fobia Social (ou Transtorno de Ansiedade Social), as Fobias Específicas.

A Ansiedade por definição é uma preocupação difusa, sobretudo com o futuro e com o incerto, geralmente vem acompanhada por uma série de sensações físicas como a tensão muscular, o aumento da frequência cardíaca e respiratória, uma vermelhidão facial, dificuldade em concentração e desconforto abdominal. Em quadros mais intensos pode gerar tremores, falta de ar e dor no peito, que podem ser sintomas de uma Crise de Ansiedade.

A Ansiedade não costuma ser direcionada a uma situação ou objeto específico, é mais vaga e generalizada, diferentemente do Medo ou a Fobia, que é causado por algum objeto ou situação específica. Muitas vezes na prática existe uma sobreposição de medo e ansiedade.

Abaixo vamos falar um pouco mais sobre o Transtorno de Ansiedade Generalizada, seus sintomas e tratamentos, tendo em vista que é o quadro mais comum.

Epidemiologia e Problemas do Transtorno de Ansiedade Generalizada

Em uma cidade como São Paulo (SP) e em outras grandes capitais econômicas, onde as demandas por respostas imediatas e estresse são frequentes e as incertezas são muitas, vivemos em um ambiente bastante ansiogênico que favorece a causa e o surgimento de Transtornos de Ansiedade.

O Transtorno de Ansiedade Generalizada tem uma frequência de 5 a 10% na população ao longo da vida e é mais comum em mulheres, podendo ser ainda maior nos centros urbanos.

Um problema é que quando não tratado, e ao longo dos anos, o Transtorno de Ansiedade Generalizada pode estar associado ao surgimento de outros problemas físicos como a Hipertensão Arterial, aterosclerose ou até mesmo o infarto agudo do miocárdio, daí a importância de seu diagnóstico e tratamento.

Sintomas do Transtorno de Ansiedade Generalizada

O Transtorno de Ansiedade Generalizada, também chamado de TAG, é caracterizado por uma preocupação excessiva e persistente, que acontece na maior parte dos dias e que dura pelo menos 6 meses. Ainda, essa preocupação causa prejuízo no funcionamento e/ ou sofrimento significativo para o indivíduo.

Esse quadro vai ter uma série de manifestações físicas, sendo as mais comuns pelo Diagnostic a Statistical Manual of Mental Disorders 5 (DSM-V) da American Psychiatric Association (APA):

  • inquietação

  • sensação de estar com os nervos à flor da pele

  • dificuldade de concentração

  • irritabilidade

  • tensão ou dores musculares, sobretudo de cabeça, pescoço e ombros

  • dificuldade de iniciar ou manter o sono

Ainda, o Transtorno de Ansiedade Generalizada pode ter momentos em que ocorrem sintomas de Crises de Ansiedade, onde os sintomas acima expostos aumentam de intensidade e geralmente diante de alguma demanda ou situação cotidiana.

Tratamento do Transtorno de Ansiedade Generalizada

O Tratamento do Transtorno de Ansiedade Generalizada envolve o correto diagnóstico que deve ser feito pelo psiquiatra, que vai identificar se existem outras possíveis causas para o quadro em questão ou mesmo se existe associação com outros quadros psiquiátricos, como por exemplo ansiedade e depressão, ou mesmo se não se trata de um momento de estresse pelo qual o indivíduo está passando, que terá abordagem diferente.

Como foi descrito, o Transtorno de Ansiedade Generalizada causa sofrimento significativo e prejuízo às pessoas. O Tratamento visa a remissão dos sintomas e devolver a qualidade de vida a quem apresenta o quadro, além de prevenir os possíveis problemas associados a ele.

Os resultados do tratamento pode ser indicado o uso de medicações (somente prescritas pelos médicos) Mas em minha abordagem que é também psicodinâmica a Avaliação da Angústia ansiosa esta na ação de mecanismos psicológicos ou de mundo interno ou em relação a circunstancial da vida, onde a estrutura psíquica em conflito é geradora da sintomatologia ansiosa, aqui o principal tratamento é a psicoterapia da Análise psicodramática, podendo também ser útil outra obrordagens de terapia.

Vale lembrar que o objetivo é que as medicações sejam utilizadas por um período limitado, a depender da evolução e da realização conjunta de psicoterapia.

Lembrando que o uso de qualquer medicação somente deve ser feito após a avaliação e prescrição de seu médico. A automedicação traz riscos à saúde.

 

Outros Transtornos Ansiosos

Transtorno de Pânico e Agorafobia

O Transtorno de Pânico (conhecida por Síndrome do Pânico) e a Agorafobia também são considerados Transtornos de Ansiedade e por sua alta prevalência são abordados de maneira mais específica neste Link.

Fobia Social

No Transtorno de Ansiedade Social, também chamado de Fobia Social, a pessoa apresenta estresse intenso, medo ou ansiedade acentuada em situações em que será observado por outras pessoas ou interações sociais. O indivíduo teme ser humilhado ou rejeitado em público, e esse medo e ansiedade são desproporcionais a uma ameaça real.

Muitas vezes essas pessoas acabam evitando situações de interação com os outros ou situações em que terão de falar em público, tamanho o sofrimento.

O Tratamento geralmente envolve o uso de medicações e a associação com psicoterapia propõe técnicas que ajudam a controlar esses sintomas de ansiedade.

Somente faça uso de medicação quando for avaliado e prescrito por seu médico.

Fobia Específica

A Fobia Específica é uma condição em que há medo e/ ou espécie de ataque de ansiedade acentuados e direcionados a um objeto (por exemplo sangue, cachorro, cobra, aranha) ou mesmo a uma situação (altura, voar de avião, lugares fechados). Isso causa uma série de limitações na vida dos indivíduos uma vez que eles passam a evitar situações em que essas sensação possa ser desencadeada ou mesmo, quando se deparam com o objeto ou situação, apresentam sofrimento intenso.

ecação sem a avaliação e prescrição de seu médico.

Na abordagem psicodinâmica terapêutica que uso dentro da Análise Psicodramática considero que a Ansiedade tem duas Dinâmicas de Mundo Interno como base dos sintomas: - A ansiedade de Fuga, onde o idivíduo tem a sensação de medo interno e tenta fugir do mesmo.

- E ansiedade de Cobrança onde uma sensação interna de responder a solicitações e cobranças.

bottom of page